Husky
Emergências
Telefone:
91 21 900 91
Contactos
R. Francisco Lucas Pires, 121
3030-489 Coimbra

Telefones: 239 781 415
telemóvel: 912190091

E-mail: clinica@cvetsolum.pt
Horário de Funcionamento

Segunda a sábado:
10h às 13h e
15h às 20h
Clínica Veterinária da Solum, todos os Direitos Reservados 2012.
Desenvolvido por Ponto d. Vista design e ProjectBox.
Toxoplasmose

MITOS  E  VERDADES  DA  TOXOPLASMOSE:

 

A população de maneira geral está mal informada a respeito da toxoplasmose.

O Toxoplasma é um parasita microscópico encontrado em muitos animais (aves, insetos, bovinos, ovinos, suínos, caprinos, gatos, cães e animais selvagens ).

Está presente nos jardins/quintas e é também veiculada por frutas e legumes frescos.

 

Transmissão do Toxoplasma é feita de 3 maneiras:

1) Infeção placentária

2) Ingestão de alimentos (fruta e legumes) ou água contaminados com oocistos esporulados de fezes de gato

3) Ingestão de carne crua ou mal cozinhada contendo cistos teciduais

 

O papel do gato….

O papel do gato, nesta doença, está relacionado com a produção de oocistos e a perpetuação da doença no meio ambiente e na cadeia alimentar. As fezes do gato (com os oocistos) só se tornam infetantes (oocistos esporulados) 3 dias após a terem sido excretados. Logo, se trocar as caixas de areia do seu gato diariamente, é seguro.

A infeção humana por contato direto com gatos excretando oocistos é extremamente improvável  e, como os oocistos devem esporular para serem infetantes, o contato com fezes frescas não é capaz de causar infeção. O gato é um animal extremamente limpo, dificilmente irá encontrar matéria fecal no pêlo do gato saudável. Portanto, a possibilidade de transmissão para os seres humanos pelo ato de tocar ou acariciar o gato é mínima ou inexistente.

 O contato humano com os oocistos esporulados é provável que ocorra mais frequentemente pela geofagia, quando há contato direto com a terra ou água contaminada.

 

 

O papel dos produtos de origem animal ….

Os estudos demonstram que a fonte de infeção mais comum é o contato e consumo de carnes cruas ou mal cozidas.

A infeção pela carne pode dar-se: pelo consumo e pela manipulação da carne crua, contato com superfícies de preparação de alimentos, facas e utensílios.

 

Outros fatores de risco…..

Outra fonte de infeção conhecida, é o contato direto com cães, devido ao comportamento de alguns deles ingerirem ou enrolarem-se nas fezes de gato devido ao seu cheiro.

Há a considerar ainda os vetores mecânicos (principalmente baratas que são insetos cosmopolitas). O papel destes insetos é importante na disseminação do toxoplasma já que podem contaminar alimentos e manter a contaminação de ratos e gatos. São também fontes de contaminação mesmo para gatos que são mantidos dentro de casa.

 

 

MEDIDAS DE PREVENÇÃO PARA MULHERES GESTANTES :

Cada futura mãe deve tomar algumas precauções simples, como aconselhamos:

1) NÃO entre em pânico!! Se tem um gato não há razão para se livrar dele. A toxoplasmose existe desde sempre. É possível evitá-la, e os gatos são só uma das suas muitas fontes.

2) Não ingera carne crua ou parcialmente cozida. Evite o uso do microndas, devido ao cozimento da carne não ser uniforme. Evite embutidos caseiros em fase de maturação.

3) Lave bem as mãos e os utensílios de cozinha após a manipulação de carne crua.

4) Evite atividades de jardinagem com contacto direto com terra. Use luvas durante essas atividades e lave as mãos logo em seguida.

5) Evite comer fora de casa fruta e legumes, pois muitas vezes são mal lavados. Deve lavá-los cuidadosamente antes de ingerir.

6) Evite limpar as fezes do seu gato. Se tiver de o fazer use luvas. Troque a caixa de areia do gatos diariamente.

7) Não alimente o seu gato com carne crua ou parcialmente cozida, vísceras ou ossos.

8) Mantenha o seu  gato dentro de casa para evitar o hábito de caça.

9) Combata os vetores mecânicos (baratas e outros insetos).