Husky
Emergências
Telefone:
91 21 900 91
Contactos
R. Francisco Lucas Pires, 121
3030-489 Coimbra

Telefones: 239 781 415
telemóvel: 912190091

E-mail: clinica@cvetsolum.pt
Horário de Funcionamento

Segunda a sábado:
10h às 13h e
15h às 20h
Clínica Veterinária da Solum, todos os Direitos Reservados 2012.
Desenvolvido por Ponto d. Vista design e ProjectBox.
Desparasitação Interna e Externa

O que é um parasita?

Um parasita é um ser vivo que habita, durante um certo período de tempo ou toda a sua vida, no interior ou exterior de outro ser vivo de espécie diferente, o hospedeiro, do qual se alimenta.

Que tipos de parasitas existem?

Existem dois grandes grupos de parasitas: os endoparasitas – são os que parasitam o animal internamente a nível intestinal, pulmonar ou urinário – e os ectoparasitas – são os que parasitam o exterior do animal - pele, pelo ou canal auditivo.

Endoparasitas- os mais comuns nos nossos animais são os nemátodes (lombrigas- parasita redondo) e os céstodes (ténias- parasita achatado).

Ectoparasitas- são de referir as pulgas, as carraças, os ácaros, os mosquitos e os piolhos.

Como é que o meu animal pode ser parasitado?

Os parasitas podem infectar os nossos animais por diversas vias: através da mãe pelo útero (via transplacentária) ou pelo leite (via galactogénea); através da ingestão de pulgas, ovos ou formas larvares que se encontram no meio ambiente, carne ou vísceras de animais infectados (via oral); através da pele (via transcutânea); e através da picada de insectos e carraças (vectores).

Porque devo desparasitar o meu animal?

A desparasitação é uma medida profiláctica que consiste na eliminação dos parasitas do organismo do hospedeiro. É muito importante para manter a saúde dos nossos animais e deve ser sempre realizada antes de iniciar o protocolo vacinal.

O que acontece se não desparasitar o meu animal? É grave?

As principais manifestações de parasitose incluem dor abdominal, problemas digestivos, dermatites e problemas oculares severos. Pode também ocorrer anemia, diarreia e/ou vómito e lesões nervosas graves. Alguns dos parasitas que afectam os nossos animais podem também parasitar os humanos (zoonoses), levando ao desenvolvimento de uma sintomatologia semelhante à que ocorre nos animais.

Qualquer pessoa pode ser parasitada através  do seu animal? Como?

As pessoas podem ser contaminadas através do contacto directo com animais parasitados, com as zonas onde habitam ou fazem as suas necessidades fisiológicas, ou com objectos com os quais os animais brincam. As pessoas mais susceptíveis a esta contaminação são as crianças, os idosos e pessoas imunodeprimidas.

Qual deve ser a frequência da desparasitação?

O animal deve ser desparasitado regularmente, adaptando a frequência da desparasitação ao estilo de vida do animal e portanto ao risco parasitológico a que este está exposto. Se existirem outros animais devem ser desparasitados todos na mesma altura. Os membros da família devem também desparasitar-se, pelo menos uma vez ao ano, especialmente se existirem elementos de risco.

Que desparasitante usar?

Perante a panóplia de possíveis parasitas, existe também uma grande variedade de desparasitantes no mercado. A escolha mais sensata deve recair sobre um desparasitante de amplo espectro que elimine tanto os vermes adultos como as suas formas larvares.