Husky
Emergências
Telefone:
91 21 900 91
Contactos
R. Francisco Lucas Pires, 121
3030-489 Coimbra

Telefones: 239 781 415
telemóvel: 912190091

E-mail: clinica@cvetsolum.pt
Horário de Funcionamento

Segunda a sábado:
10h às 13h e
15h às 20h
Clínica Veterinária da Solum, todos os Direitos Reservados 2012.
Desenvolvido por Ponto d. Vista design e ProjectBox.
Tartaruga semi-aquáticas

Meio ambiente

A dimensão do aquário deve ser proporcional à do animal, não esquecendo que as tartarugas exercitam-se nadando e precisam de espaço para se movimentar.

 

O aquário deve ser constituído por duas zonas. A zona da água onde se alimentam, defecam e tomam banho (deve constituir, no mínimo 1/3 do aquário). A zona seca, onde descansam e tomam “banhos de sol”. Podem colocar-se rochas e plantas naturais.

 

A temperatura da água deve estar entre os 24 e 28ºC. A temperatura ambiente deve estar entre os 25ºC (zonas frias) e os 35ºC (zonas secas).

 

Não devemos esquecer que estes animais são ectotérmicos , ou seja utilizam fontes externas de calor para regular a sua temperatura corporal.

 

É recomendada a exposição à luz solar (sem Vidro ou plástico entre o animal e os raios de sol) para a absorção de cálcio. Para completar esta exposição, uma vez que sem sempre podemos garantir o número de horas diárias necessárias deve recorrer-se a lâmpadas específicas (intervalo UVB- 290 a 320 manómetros), a uma distância de cerca de 45 a 60 cm do animal, durante 10 a 12 horas por dia.

 

A colocação das fontes de luz e calor deve ser no exterior do aquário, ou com protecção para evitar queimaduras.

 

Alimentação

A ração deve constituir cerca de 75% da dieta e consiste em granulado para tartarugas semi-aquáticas.

 

Os legumes e a fruta devem constituir a fracção restante da alimentação, devem ser frescos e bem lavados. Como frutas e legumes podemos dar, Couve, repolho, couve-de-bruxelas, couve-flor, bróculos, agriões, soja, tofu, cenoura, tomate, melão, figo, pêssego, uvas, kiwi, laranja, maça, morangos e papaia.