Husky
Emergências
Telefone:
91 21 900 91
Contactos
R. Francisco Lucas Pires, 121
3030-489 Coimbra

Telefones: 239 781 415
telemóvel: 912190091

E-mail: clinica@cvetsolum.pt
Horário de Funcionamento

Segunda a sábado:
10h às 13h e
15h às 20h
Clínica Veterinária da Solum, todos os Direitos Reservados 2012.
Desenvolvido por Ponto d. Vista design e ProjectBox.
O envelhecimento do meu animal de estimação

Quando o meu animal começar a envelhecer devo dar-lhe cuidados especiais?

Nós não gostamos de admitir isso sobre nós mesmos, mas à medida que envelhecemos, o nosso corpo começa a “desgastar-se”.

Tal como nós, os nossos animais de estimação sofrem mudanças na sua condição física e estado de saúde ao longo do tempo.

Com a idade, o seu animal irá precisar de fazer exames com mais frequência e irá necessitar de cuidados especiais, o que irá ajudar a detetar doenças precocemente.

 Poderemos recomendar quando necessário: testes de sangue e urina, radiografias, ecografias ou outros exames de diagnóstico.

Mesmo que o seu animal de estimação pareça perfeitamente saudável, os exames frequentes são necessários para a deteção precoce das alterações e doenças associadas ao envelhecimento.

Algumas destas alterações podem ocorrer lentamente e surgirem como sinais subtis.

 

Fale connosco se detetar que o seu animal apresenta estes sinais de doença: vómitos, diarreia, tosse ou espirros. Esteja  atento a quaisquer mudanças no comportamento do seu animal, como na atividade, atitude, apetite, urina, fezes ou peso corporal.

Não ignore os sinais de alteração dos hábitos do seu animal, eles podem indicar problemas de saúde relacionados com o envelhecimento.

 

 

Quando é que o meu animal é considerado “idoso”?

O processo de envelhecimento varia com a espécie, raça, tamanho e estilo de vida.

 

 

Como conseguir que o meu animal mantenha o peso adequado?

Com a idade sénior, os cães começam a ganhar peso porque a sua atividade diminui e o seu metabolismo torna-se mais lento.

O importante é conseguir o equilíbrio entre a quantidade de alimentos, o tipo de dieta e o nível de atividade física do seu animal.

Os cães precisam de menos calorias à medida que envelhecem, e para isso necessitam de uma dieta baixa em gorduras e rica em fibras.

No caso dos gatos é diferente. Os gatos não têm os mesmos padrões de perda e ganho de peso como os cães. As suas exigências energéticas permanecem quase as mesmas durante toda a sua vida.

 

 

Com que frequência devo exercitar o meu animal de estimação?

O exercício regular e controlado é importante para fortalecer os ossos e músculos.

Dar caminhadas regulares e brincar com o seu animal de estimação são excelentes formas de fazer algum exercício físico.

Se o seu animal tem dificuldade em andar, o ideal será dar passeios mais curtos, abrandar o passo quando necessário e experimentar atividades alternativas, como a natação.

 

 

Que outras mudanças podem ocorrer no meu animal com o envelhecimento?

Com o envelhecimento, o corpo do seu animal começa a “desgastar-se”.

O seu animal pode desenvolver algumas doenças, como doenças cardíacas, doenças endócrinas,  insuficiência renal e “cancro”, pois são as doenças mais comuns em animais seniores.

 

 

Outras mudanças que podem ocorrer:

- Cataratas em cães;

- Perda de audição e de visão;

- Ganho ou perda de peso;

- Doença dental;

- Perda de pêlo;

- Unhas quebradiças;

- Artrite;

- Obstipação em gatos;

- Sensibilidade a mudanças de temperatura;

- Tumores;

- Tosse e intolerância ao exercício,

- Aumento do consumo de água e da micção;

- “Cancro” de mama nas fêmeas;

- Doença de próstata em machos;

- Alterações comportamentais, como o desenvolvimento de fobias ao ruído, alteração nos padrões da micção/defecação e mudanças nos padrões de sono;

- Confusão/desorientação, conhecido como “disfunção cognitiva canina”.

 

Fale connosco sobre os problemas relacionados com o envelhecimento do seu animal, e informe-se de quais são as medidas preventivas que deverá tomar para assegurar uma vida longa e saudável para o seu animal de estimação.